top of page

Projeto de extensão da UENP promove saúde feminina através da prática esportiva

O projeto de extensão oferece atividades como hidroginástica, ritmos para glúteo, abdômen e perna (GAP), treinamento funcional, natação, ballet fitness e ginástica para terceira idade. As atividades acontecem de segunda a sexta-feira na academia e piscina do CCS, em dois turnos, manhã e tarde.


Incentivadas pelo projeto de extensão “Mulher Dinâmica”, do curso de Educação Física da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), mais de 200 mulheres de Jacarezinho e região tem aliado a prática regular de atividade física à reeducação alimentar. A iniciativa, que acontece na academia do Centro de Ciências da Saúde (CCS), do Campus de Jacarezinho, promove saúde e empoderamento das mulheres da comunidade interna e externa da instituição.


O projeto de extensão oferece atividades como hidroginástica, ritmos para glúteo, abdômen e perna (GAP), treinamento funcional, natação, ballet fitness e ginástica para terceira idade. As atividades acontecem de segunda a sexta-feira na academia e piscina do CCS, em dois turnos, manhã e tarde. Além das modalidades esportivas, o projeto também realiza oficinas, workshops e palestras focados na saúde da mulher de maneira geral.

A coordenadora do projeto, Flávia Evelin Bandeira Lima Valério, destaca que as mulheres que chegaram ao projeto no ano passado já demonstram resultados surpreendentes. “A gente vê que é um público muito ativo. As mulheres se cuidam mais que os homens, têm tendência ao cuidado muito mais cedo do que eles e com uma duração mais longa”, explica.


Mais confiante após o início das aulas de ritmo e GAP, a aposentada Maria Angela Camussi, de 63 anos, fez a avaliação física no projeto e ficou satisfeita com o resultado que teve ao longo dos últimos meses. “Perdi quatro quilos com as aulas. E preciso tomar mais água, de acordo com a bioimpedância. Então, vou adotar todas as recomendações para melhorar ainda mais minha qualidade de vida”, conta. Essa avaliação recebida por ela será dada trimestralmente às participantes pela equipe de profissionais envolvidos.


A jacarezinhense Rosana Pinheiro, de 36 anos, sempre teve histórico de obesidade, mas, em menos de um ano de participação no projeto, conseguiu perder 23 kg. Segundo ela, não houve nenhuma dieta radical para alcançar esse resultado. “Tudo foi planejado dentro dos meus limites, com prática de exercícios e muito incentivo da equipe do projeto. Consegui ter minha autoestima de volta e não tenho mais dores no corpo como antes”, lembra a participante.


Também foi no projeto de extensão que a aposentada Adelina Alves da Silva, de 72 anos, encontrou um caminho para a vida saudável. Com histórico de depressão, Adelina atravessava uma fase difícil até iniciar as aulas de treinamento funcional.

“A iniciativa resgatou a minha vontade de viver. Depois que comecei a frequentar as aulas, tudo mudou. A experiência está sendo muito boa, e agora encontro motivação para acordar às seis da manhã, bem animada para fazer os exercícios”, conta.


Para a instrutora das alunas, Edvania Costa, os resultados significativos são bastante motivadores. “O projeto me permite fazer o que amo, que é ensinar. Acompanhar a evolução dessas mulheres é muito gratificante para nós todos. Afinal, cuidar da saúde também é empoderamento”, enfatiza a estudante.


Para consultar as informações sobre cada modalidade ofertada pelo Mulher Dinâmica, acesse o formulário online AQUI.

0 comentário
bottom of page