top of page

Supremo decide tornar réu Otoni de Paula, ex-líder do governo Bolsonaro, por ataques a Moraes

O Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, nesta quinta-feira (29) decidiu tornar o deputado Otoni de Paula (PSC-RJ) réu por difamação, injúria e coação.

O plenário do STF julgou denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República (PGR) em 2020 por vídeos do deputado com ataques e ofensas ao ministro Alexandre de Moraes. Nunes Marques é o relator do caso. Os ministros seguiram o entendimento do ministro relator, Nunes Marques (veja abaixo). Ofensas Nas gravações, o deputado criticou Moraes pela decisão que libertou o blogueiro Oswaldo Eustáquio, mas o proibiu de usar as redes sociais. No vídeo, Otoni chama Moraes de "lixo", "tirano" e "canalha". Na ocasião, o deputado era um dos vice-líderes do governo Bolsonaro. Ele já deixou o cargo.

0 comentário
bottom of page