top of page

Grave caso de violência doméstica e estupro de vulnerável choca Rio Bonito do Iguaçu-PR

RIO BONITO DO IGUAÇU-PR Natureza: SEQUESTRO E CÁRCERE PRIVADO/AMEAÇA/LESÃO CORPORAL - VIOLÊNCIA DOMÉSTICA/ ESTUPRO DE VULNERÁVEL. Data/Hora/Local: 03/07/2023 – 11h25min – Centro

A redação é original do B.O. Através de um bilhete anônimo chegou a denuncia de que uma jovem estaria presa em cárcere privado em um quarto de uma residência. Equipe imediatamente deslocou até o endereço para verificar tal fato, sendo que foi observado em frente da residência os moradores da mesma, posteriormente apareceu do lado de fora próximo a viatura policial a jovem Feminina, a qual se identificou como vitima do masculino, sendo que a mesma relatou de que veio da cidade de Medianeira juntamente com ele para morar juntos já faz um ano, porém o relacionamento não vem dando certo e a mesma tem interesse em retornar para sua cidade. Foi acionado conselho tutelar tendo em vista de que a jovem é menor de idade (14 anos), compareceu os conselheiros os quais acompanharam todo procedimento e ambas as partes foram encaminhadas para policia judiciária. Em conversa com a jovem a mesma negou a informação de que estaria em cárcere privado. a jovem saiu de dentro de casa do quarto porém não estava presa ou mantida em cárcere privado. durante confecção do boletim de ocorrência foi impossível dar seguimento na identificação da vitima pois a mesma possuia um boletim de desaparecimento. Na delegacia foi dado baixa no boletim de desaparecimento, sendo posteriormente encaminhado as partes para hospital para laudo de lesão corporal, logo, em conversa com a adolescente , afim de esclarecer os fatos, a mesma informou que nesta manhã, por volta das 09h00min, após uma discussão entre ela e o autor, ela tentou ligar para a mãe dela, momento em que o autor a agrediu pressionando com muita força em um ponto na região anterior do punho e logo torcendo um dedo da mesma mão; que não quis deixar o celular com ela com receio que ela ligasse para sua mãe; que logo ele saiu da casa, momento em que ela tomou coragem e decidiu escrever um bilhete pedindo ajuda a uma vizinha, esta que por medo de retaliação por parte do autor, entregou para uma outra vizinha; informou ainda que as ameaças de morte são constantes, tanto direcionadas a ela como para a família dela e que por esse motivo ela não teve coragem de denunciar as agressões físicas , as quais também são constantes, porém ele utiliza de técnicas para não deixar marcas; destacou ainda que a aproximadamente 15 dias, ele sufocou-a, pressionando com força o seu pescoço até o momento em que ela desmaiou; que os familiares dele aprovam seus atos; que com frequência ele afirma que se ela não for dele, não será de ninguém mais, também destacou que ao referir-se que estaria fechada em casa, quis dar a entender que ele não a leva para lugar algum, tampouco a familia dele, afirmando inclusive que somente poderia voltar a estudar com 16 anos e que antes, ele não permitiria. alem desses fatos, destacou também que teve o início da sua vida sexual assim que fugiu com ele, aos 13 anos de idade. foto; ilustração

0 comentário

Comments


bottom of page