top of page

Prudentópolis: Homem é agredido e ameaçado de morte pelo próprio irmão

No último domingo, 6 de agosto de 2023, a tranquilidade da localidade de Ponte Nova, em Prudentópolis-PR, foi interrompida por um grave incidente de violência familiar. Um homem de 25 anos relatou ter sido agredido e ameaçado de morte por seus próprios irmãos, ambos do sexo masculino, em frente à sua residência.


Segundo informações fornecidas pela vítima, durante o incidente, ele sofreu ferimentos na mão esquerda e suspeita de fratura no pé esquerdo. Imediatamente, a equipe de resgate foi acionada e o homem foi conduzido à Santa Casa para receber atendimento médico adequado.


Após ser medicado e estabilizado, o jovem fez uma denúncia formal sobre a agressão à equipe policial, que prontamente se deslocou até a Localidade Ponte Nova. Lá, encontraram o irmão mais velho, de 33 anos, e informaram-no sobre a denúncia registrada contra ele.


Acompanhados do irmão mais velho, a equipe policial seguiu até a Localidade de Marcondes em busca do segundo irmão, de 32 anos, também acusado de participar do ato de violência. No entanto, ao chegarem ao local, sua mulher informou que ele havia saído pela manhã e ainda não havia retornado para casa.


Diante da gravidade dos fatos e da confirmação da fratura no tornozelo esquerdo da vítima por meio de atestado médico, a equipe policial decidiu encaminhar todos os envolvidos até a Delegacia local, onde os procedimentos cabíveis seriam realizados.


A violência entre familiares é uma questão séria e preocupante, que merece atenção e repúdio por parte da sociedade. Infelizmente, episódios como esse demonstram a importância de se investir em programas de prevenção à violência doméstica e de conscientização sobre a resolução pacífica de conflitos.


Neste caso específico, a denúncia realizada pela vítima foi fundamental para que as autoridades pudessem tomar as devidas providências e responsabilizar os agressores pelas suas ações. Espera-se que a Justiça seja feita e que medidas de proteção à vítima sejam tomadas para evitar a repetição de tais atos no futuro.


Cabe ressaltar que é necessário que a sociedade como um todo se mobilize contra a violência doméstica e familiar, buscando sempre alternativas pacíficas para resolver os conflitos. A conscientização e a educação são ferramentas valiosas para promover uma cultura de paz e respeito entre os membros de uma mesma família.


Enquanto aguardamos o desdobramento desse caso na esfera judicial, é preciso lembrar que a violência não pode ser tolerada, especialmente quando envolve entes queridos. É responsabilidade de todos nós zelar pelo bem-estar e integridade física e emocional de nossos familiares, amigos e vizinhos, criando assim um ambiente de convivência harmonioso e seguro para todos.

0 comentário
bottom of page